Testes substantivos: tipos, design, procedimento

Testes substantivos: tipos, design, procedimento

O teste substantivo é o processo de obtenção de evidências de auditoria e verificação da integridade, precisão e validade dos dados do sistema contábil.

Significado dos testes substantivos

Procedimentos substantivos (ou testes substantivos) são as atividades realizadas pelo auditor durante a fase de testes substantivos da auditoria que reúnem evidências quanto à integralidade, validade e/ou exatidão dos saldos de contas e classes de transações subjacentes.

Testes substantivos

Os saldos de contas e as classes de transações subjacentes não devem conter distorções materiais. Eles devem ser materialmente completos, válidos e precisos.

Os auditores reúnem provas sobre estas afirmações através da realização de procedimentos substantivos, que podem incluir:

  • Examinar fisicamente o estoque na data do balanço como prova da existência do estoque constante dos registros contábeis (afirmação de validade);
  • Providenciar para que os fornecedores confirmem por escrito os detalhes do valor devido na data do balanço como prova de que as contas a pagar estão completas (afirmação de integralidade); e
  • Fazer consultas à administração sobre a possibilidade de cobrança das contas dos clientes como prova de que os devedores comerciais são precisos na sua avaliação.

A evidência de que o saldo de uma conta ou classe de transação não está completo, válido ou exato é evidência de uma distorção substantiva.

Substantivo procedimentos são projetados para obter evidência de auditoria em relação à integridade, precisão e validade dos dados produzidos pelo sistema contábil.

O sistema contábil de uma organização gera diversos dados relativos a diversas transações. O seu efeito reflecte-se na conta de ganhos e perdas e balanço patrimonial.

Essas transações comunicam uma ou mais das seguintes afirmações nas demonstrações financeiras.

  1. Existência: que existe um ativo/passivo.
  2. Direitos e deveres: a empresa tem direito sobre o activo ou tem uma obrigação sobre o passivo.
  3. Ocorrência: que uma transação aconteceu durante o período, digamos, em que ocorreram vendas de tantos dólares.
  4. Completude: todas as transações/ativos/passivos encontram lugar nas demonstrações financeiras sem omissão.
  5. Avaliação: os valores monetários associados ao ativo ou passivo são corretos ou justos.
  6. Medição: que uma transação seja registrada em um valor adequado. A receita ou despesa é apropriadamente alocada ao período, por exemplo, despesa pré-paga, receita acumulada. Ex.: o frete pago para trazer o maquinário está incluído na transação de instalação.
  7. Divulgação: os dados são divulgados de acordo com a convenção contábil, uma exigência legal.

Estas sete afirmações de dados financeiros podem estar corretas ou não.

Uma demonstração financeira pode representar um direito de arrendamento como um direito de propriedade perfeita. O auditor deve verificar se essas afirmações estão adequadamente representadas nas demonstrações financeiras.

Para fazer isso, ele realiza um procedimento substantivo.

Tipos de procedimentos substantivos

Existem duas categorias de procedimentos substantivos;

Estes são explicados abaixo;

1. Procedimentos Analíticos

Os procedimentos analíticos são uma parte importante do processo de auditoria e consistem em avaliações das informações financeiras feitas por meio de um estudo de relações plausíveis entre dados financeiros e não financeiros.

Os procedimentos analíticos variam desde comparações simples até modelos complexos envolvendo muitos relacionamentos e elementos de dados.

Na fase de planejamento da auditoria, os procedimentos analíticos servem como dispositivos de direcionamento da atenção.

Os auditores os utilizam para ajudar a determinar a natureza, o momento e a extensão de seus procedimentos substantivos.

Procedimentos analíticos são usados nesta fase para aumentar a compreensão do auditor sobre o cliente e identificar riscos de auditoria específicos, considerando saldos ou relacionamentos incomuns ou inesperados em dados agregados.

Os procedimentos analíticos utilizados no planejamento da auditoria podem incluir o seguinte:

  • Comparação do saldo da conta dos valores do balancete não ajustado com os valores do balancete ajustado do ano anterior.
  • Cálculo de rácios significativos.
  • Compare os índices do ano atual com os índices atuais do setor e os índices de computação do ano anterior.
  • Cálculo de índices usando dados financeiros e não financeiros. Por exemplo, vendas por metro quadrado de espaço de vendas.
  • Análise de regressão.

2. Testes de detalhes

Os testes de detalhes são geralmente categorizados em dois tipos:

1. Testes substantivos de transações

Teste a existência de erros ou fraudes em transações individuais. Os testes substantivos de transações enfatizam a verificação das transações registradas nos diários e depois lançadas no razão geral.

EX: Um auditor pode examinar uma grande compra de estoque testando se o custo das mercadorias incluídas na fatura está devidamente registrado no estoque e nas contas a pagar.

2. Testes de detalhes de saldos de contas e foco de divulgações.

Os testes de detalhes dos saldos de contas e divulgações concentram-se no itens contidos nas demonstrações financeiras - saldos contábeis e divulgações. Os testes de detalhamento dos saldos consideram os saldos finais do razão geral.

Ex: O auditor pode querer testar as contas a pagar examinando uma amostra de faturas individuais que constituem o saldo final das contas a pagar.

Projetando testes substantivos

Os testes substantivos fornecem evidências sobre a justiça de cada afirmação significativa das demonstrações financeiras.

Por outro lado, os testes podem revelar erros monetários ou distorções no registo ou relato de transações e saldos.

Projetar testes substantivos envolve determinar a natureza, o momento e a extensão dos testes necessários para atingir o nível aceitável de detecção de risco para cada afirmação.

1. Natureza

A natureza dos testes substantivos refere-se ao tipo e à eficácia dos procedimentos de auditoria. Quando o aceitável nível de risco de detecção for baixo, o auditor deve utilizar procedimentos mais eficazes e geralmente mais dispendiosos.

Quando o nível aceitável de risco de detecção é elevado, podem ser utilizados procedimentos menos eficazes e menos dispendiosos.

Os três tipos de testes substantivos são procedimentos analíticos, um teste de detalhes das transaçõese testes de detalhamento de saldos.

2. Tempo

O nível aceitável de risco de detecção pode afetar o momento dos testes substantivos. Se o risco de detecção for elevado, o teste poderá ser realizado vários meses antes do final do ano.

Em contraste, quando o risco de detecção de uma afirmação é baixo, os testes substantivos serão normalmente realizados na data do balanço ou próximo dela.

3. Extensão

São necessárias mais evidências para alcançar um nível aceitável de risco de detecção mais baixo do que um nível alto. O auditor pode variar a prova obtida alterando a extensão dos testes substantivos realizados.

A extensão utilizada na prática significa o número de itens ou tamanhos de amostra aos quais um determinado teste ou procedimento é aplicado.

Considerações especiais ao projetar testes substantivos

Algumas considerações especiais relevantes para a concepção de testes substantivos para tipos de contas selecionados são:

1. Contas de demonstração de resultados

Tradicionalmente, os testes de detalhes das balanças têm se concentrado mais em demonstração financeira afirmações que dizem respeito às contas do balanço do que às contas de demonstração de resultados.

Esta abordagem é eficiente e lógica porque cada conta da demonstração de resultados está indissociavelmente ligada a uma ou mais contas do balanço.

Os exemplos incluem o seguinte:

Conta de BalançoConta de demonstração de resultados atrasada
Contas a receberVendas
Os inventáriosCusto das vendas
Despesas pré-pagasVárias despesas relacionadas
InvestimentosRetorno do investimento
Ativos da plantaDespesa de depreciação
Ativos intangíveisDespesa de amortização
Contas a pagar acumuladasVárias despesas relacionadas
Passivos remuneradosDespesas de juros

Devido a estas relações, em comparação com os testes substantivos das contas do balanço, os testes das contas da demonstração de resultados baseiam-se mais fortemente em procedimentos analíticos e menos em testes de detalhes.

1. Procedimentos analíticos para contas de demonstração de resultados

Os procedimentos analíticos podem ser uma ferramenta poderosa para obter provas de auditoria sobre os saldos das demonstrações de resultados.

Este tipo de teste substantivo pode ser usado direta ou indiretamente. Os exemplos incluem o seguinte.

ContaProcedimentos analíticos
Receita de quartos de hotelNúmero de quartos x Taxa de ocupação x Tarifa média dos quartos.
Despesas salariaisUm número médio de funcionários por período de pagamento x Pagamento médio por período x Número de períodos de pagamento.

2. Teste de detalhes para contas de demonstração de resultados

Quando a evidência obtida a partir de procedimentos analíticos e testes de detalhes de contas de saldo relacionadas não reduz o risco de detecção a um nível aceitavelmente baixo, são necessários testes diretos de detalhes de afirmações sobre contas de demonstração de resultados.

Este pode ser o caso quando.

  • O risco inerente é alto.
  • O risco de controle é alto.
  • Os procedimentos analíticos revelam relações incomuns e flutuações inesperadas.
  • A conta requer análise.

2. Contas envolvendo estimativas contábeis

Uma estimativa contábil aproxima um elemento, item ou conta das demonstrações financeiras sem medição exata.

Os exemplos incluem depreciação periódica, provisão para dívidas inadimplentes e despesas de garantia.

A Administração é responsável por estabelecer o processo e os controles para elaboração de estimativas contábeis.

É necessário julgamento para fazer uma estimativa contábil. As estimativas contábeis podem ter um efeito significativo nas demonstrações financeiras de uma empresa.

A SAS 57, Estimativas Contábeis de Auditoria, afirma que o objetivo do auditor ao avaliar estimativas contábeis é obter matéria probatória competente e suficiente para fornecer segurança razoável de que

  • Todas as estimativas contábeis que poderiam fornecer material para as demonstrações financeiras foram desenvolvidas.
  • As estimativas contábeis são razoáveis nas circunstâncias.
  • As estimativas contábeis são apresentadas em conformidade com os princípios contábeis aplicáveis e estão devidamente divulgadas.

Ao determinar se todas as estimativas necessárias foram feitas, o auditor deve considerar o setor em que a entidade opera, os seus métodos de condução dos negócios e os novos pronunciamentos contabilísticos.

O auditor deve identificar transações com partes relacionadas no planejamento da auditoria.

Estas transações dizem respeito ao auditor porque não podem ser executadas em condições normais de concorrência.

O objectivo do auditor ao auditar transacções com partes relacionadas é obter provas relativas à finalidade, natureza e extensão dessas transacções e ao seu efeito nas demonstrações financeiras. A evidência deve ir além da investigação da administração.

Ao auditar transacções com partes relacionadas, não se espera que o auditor determine se uma determinada transacção teria ocorrido se as partes não estivessem relacionadas ou quais teriam sido o preço e os termos de troca.

O auditor deve determinar a substância das transações com partes relacionadas e os seus efeitos nas demonstrações financeiras.

Desenvolvimento de programas de auditoria para testes substantivos

Um programa de auditoria é uma lista de procedimentos de auditoria a serem executados.

Os procedimentos geralmente não são listados por afirmação ou objetivo de auditoria específico para evitar a listagem múltipla de procedimentos que se aplicam a mais de uma afirmação ou objetivo.

Além de listar os procedimentos de auditoria, cada programa de auditoria deve ter colunas para;

  1. referência cruzada com outros documentos de trabalho contendo as evidências obtidas em cada procedimento,
  2. as iniciais do auditor que executou cada procedimento, e
  3. a data em que a execução do procedimento foi concluída.

Em qualquer caso, os programas de auditoria devem ser suficientemente detalhados para fornecer:

  • Um esboço do trabalho a ser feito.
  • Um registro do trabalho realizado.
  • Uma base para coordenar, supervisionar e controlar a auditoria.

Diferença entre testes de controles e testes substantivos

PontosTeste de controlesTestes substantivos
DefiniçãoForam realizados procedimentos de auditoria para testar a eficácia dos controles na prevenção ou detecção de distorções relevantes no nível de afirmação relevante.Os procedimentos são utilizados durante as auditorias contábeis para verificar balanços e outros erros de documentação financeira.
PropósitoDeterminar a eficácia da concepção e operação das políticas e procedimentos da estrutura de controle internoDeterminando a justiça das afirmações das declarações.
TempoPrincipalmente durante o trabalho temporário.Principalmente na data do balanço ou próximo dela.
TiposSimultâneo e adicional.O procedimento analítico é um teste de detalhes de transações e testes de detalhes de saldos.
Medição de testeDesvios das políticas e procedimentos da estrutura de controle.Erros monetários em transações e saldos.
Componente de riscoControle o risco.Risco de detecção.
Procedimento de auditoria aplicávelIndagar, observar, inspecionar, reexecutar e técnicas de auditoria assistidas por computador.O mesmo que testes de controles mais procedimentos analíticos, contagem, confirmação de rastreamento e atestação.
Padrão primário de trabalho de campoSegundo.Terceiro.
Exigido pelo GAASNão.Sim.