Como selecionar um avaliador apropriado

Como selecionar um avaliador apropriado

A escolha de um avaliador ou de uma equipa de avaliação é um factor essencial em todo o processo de avaliação. As avaliações são conduzidas por um avaliador interno ou por um avaliador externo, ou, muitas vezes, por uma combinação de ambos.

A consideração cuidadosa dos objectivos da avaliação ajudará na determinação da melhor abordagem.

As avaliações internas são realizadas por avaliadores vinculados ao programa a ser avaliado.

Em contrapartida, as avaliações externas são realizadas por avaliadores que não estão associados ao programa que está sendo executado, implementado e financiado.

Por vezes, são nomeados consultores nacionais para ajudar na avaliação dos projectos. Esta prática é geralmente eficaz e pode enriquecer significativamente o exercício de avaliação.

Um consultor competente compreende o contexto da avaliação e pode proporcionar à equipa de avaliação acesso a funcionários e fontes de informação que de outra forma não estariam disponíveis.

Além disso, a inclusão de um consultor nacional numa equipa pode funcionar como um catalisador para uma maior adesão local aos resultados da avaliação.

Resumimos abaixo as possíveis vantagens e desvantagens da implantação de avaliadores internos e externos.

Vantagens da Avaliação Interna

  1. Um avaliador interno está familiarizado com a organização, seu programa e operações, bem como suas metas e objetivos. Espera-se que isto represente menos ameaça de ansiedade e perturbação;
  2. Às vezes, as pessoas estão mais dispostas a falar com pessoas de dentro do que com pessoas de fora;
  3. Uma avaliação interna é claramente uma ferramenta de gestão, uma forma de autocorreção e muito menos ameaçadora do que uma avaliação externa. Isto pode tornar mais fácil para os envolvidos aceitarem conclusões e críticas.
  4. Uma avaliação interna normalmente custará menos do que uma avaliação externa;
  5. Uma avaliação interna não exige negociações de recrutamento demoradas;
  6. Uma avaliação interna contribui para reforçar a capacidade de avaliação nacional.

Desvantagens da avaliação interna

  1. A equipe de avaliação pode ter interesse em chegar a conclusões positivas sobre o projeto ou organização. Por esta razão, outras partes interessadas, tais como os doadores, podem preferir uma avaliação externa;
  2. A equipa de avaliação pode não ter conhecimentos, competências ou formação suficientes em avaliação;
  3. Embora possa custar menos do que uma avaliação externa, o custo de oportunidade da avaliação interna pode ser elevado;
  4. A equipa de avaliação pode não ter conhecimentos especiais sobre o assunto, colocando assim o exercício de avaliação interna em risco.

Vantagens da Avaliação Externa

  1. A equipa de avaliação externa será provavelmente mais objectiva, uma vez que os avaliadores terão alguma distância do trabalho. Isto pode reduzir o preconceito organizacional;
  2. A equipa de avaliação externa terá competências de avaliação mais excepcionais e conhecimentos técnicos na condução de uma avaliação;
  3. Às vezes, as pessoas estão mais dispostas a falar com quem está de fora do que com quem está de dentro;
  4. A utilização de um avaliador externo confere mais credibilidade às conclusões, especialmente aos resultados positivos;
  5. Um avaliador externo pode dedicar tempo integral à avaliação;
  6. Um avaliador externo pode colocar a organização em contacto com recursos técnicos adicionais devido à sua maior exposição ao mundo exterior.

Desvantagens da avaliação externa

  1. Um avaliador externo pode não conhecer a organização, as suas políticas, procedimentos e personalidades;
  2. Um avaliador externo pode não estar familiarizado com o ambiente político, cultural e económico local;
  3. Na avaliação externa, aqueles que estão directamente envolvidos podem sentir-se ameaçados por pessoas de fora e ser menos propensos a falar abertamente e a cooperar no processo;
  4. A avaliação externa pode ser uma tarefa muito dispendiosa;
  5. Um avaliador externo pode entender mal o que você deseja da avaliação e não fornecer o que você deseja;
  6. Uma avaliação externa requer mais tempo para contacto, negociações, orientação e monitorização.

Como você escolhe um avaliador externo ou equipe de avaliação?

Se se considerar que é necessária uma avaliação externa, então será necessário delinear alguns critérios para esse efeito.

A seguir está uma lista provisória de qualidades que você pode procurar em um avaliador externo ou equipe de avaliação:

  • Um avaliador (ou uma equipa de avaliação) deve ter uma compreensão das questões organizacionais e de desenvolvimento, com experiência adequada na avaliação de projetos, programas ou organizações de desenvolvimento;
  • Um avaliador deve ter competências de investigação suficientes, com um firme compromisso com a qualidade e o cumprimento dos prazos;
  • Um avaliador deve ser objetivo, honesto e justo;
  • Um avaliador terá a capacidade de se comunicar verbalmente e por escrito e terá um estilo e abordagem que melhor se adaptam à organização para a qual trabalhará.

Quais são as vantagens de uma avaliação interna?

As vantagens da avaliação interna incluem a familiaridade com a organização e os seus objectivos, representando menos ameaça de ansiedade e perturbação, sendo uma ferramenta de gestão clara, geralmente custando menos do que uma avaliação externa, não exigindo negociações de recrutamento demoradas e contribuindo para o fortalecimento da capacidade de avaliação nacional. .

Quais são as potenciais desvantagens de uma avaliação interna?

As desvantagens da avaliação interna incluem potenciais interesses adquiridos em conclusões positivas, falta de conhecimentos ou formação suficientes em avaliação, elevados custos de oportunidade e, possivelmente, falta de conhecimentos especializados sobre assuntos específicos.

Por que uma avaliação externa pode ser considerada mais credível?

Uma avaliação externa pode ser considerada mais credível porque a equipa de avaliação externa será provavelmente mais objectiva, reduzindo o preconceito organizacional. Além disso, a utilização de um avaliador externo confere mais credibilidade às conclusões, especialmente aos resultados positivos.

Quais são as desvantagens de uma avaliação externa?

As desvantagens de uma avaliação externa incluem potencial desconhecimento da organização e do ambiente local, possíveis ameaças sentidas pelos internos, custos mais elevados, mal-entendidos em relação às expectativas de avaliação e tempo adicional necessário para contato, negociações e

Que qualidades devemos procurar num avaliador externo ou numa equipa de avaliação?

As qualidades a procurar num avaliador externo incluem compreensão de questões organizacionais e de desenvolvimento, experiência de avaliação adequada, competências de investigação, compromisso com a qualidade e prazos, objectividade, honestidade, justiça e competências de comunicação eficazes.

Como pode a inclusão de um consultor nacional beneficiar o processo de avaliação?

A inclusão de um consultor nacional pode enriquecer o exercício de avaliação, uma vez que compreende o contexto da avaliação e pode fornecer acesso a funcionários e fontes de informação. A sua inclusão também pode promover uma maior adesão local aos resultados da avaliação.