Modelos de Conflito

Modelos de Conflito

Os modelos de conflito ajudam-nos a compreender os processos e factores envolvidos num episódio de conflito. Os investigadores sobre conflitos destacam dois modos: o processo e os modelos estruturais.

Modelo de Processo de Conflito

Modelos de Conflito

O modelo de processo vê o conflito entre duas ou mais partes em termos da dinâmica interna dos episódios de conflito. O processo de conflito segue cinco etapas ocorrendo sequencialmente, um após o outro. Eles são os seguintes:

Frustração

Surge quando uma parte percebe que a outra parte está interferindo na satisfação de suas necessidades, desejos, objetivos, etc. Existem três fatores que precipitam a condição de conflito no estágio de frustração.

Comunicação

A má comunicação surge de dificuldades semânticas, mal-entendidos e “ruído” nos canais de comunicação.

Estrutura

Isto inclui variáveis como tamanho, grau de especialização na tarefa atribuída aos membros do grupo, clareza jurisdicional, compatibilidade entre os objetivos dos membros, estilos de liderança, sistemas de recompensa e o grau de dependência entre a influência do grupo e as condições de conflito.

Variáveis pessoais

Estes incluem sistemas de valores individuais e as características de personalidade que explicam as idiossincrasias e diferenças dos indivíduos [20].

Conceitualização

Esta fase centra-se na forma como cada parte entende e percebe a situação. As partes envolvidas definem a situação de conflito e as principais alternativas disponíveis, que, por sua vez, afetar o comportamento da outra parte.

Comportamento

Aqui podem-se observar as ações que resultam da percepção do conflito que influencia o comportamento de cada parte. Estas influências afectam os resultados em três áreas: a orientação na gestão de conflitos, os objectivos estratégicos que coincidem com a orientação e o comportamento táctico para atingir os objectivos definidos.

Interação

A interação entre as duas partes aumenta ou diminui o conflito.

Resultado

Quando o conflito cessa, vemos os resultados que vão desde o acordo até à hostilidade a longo prazo.

O modelo de processo é geralmente apoiado na literatura; entretanto, os dois últimos estágios, interação e resultado, podem ser combinados em um único estágio.

Modelo Estrutural de Conflito

Modelos de Conflito

O modelo estrutural identifica os parâmetros que moldam o episódio de conflito. Existem quatro parâmetros, conforme descrito abaixo:

Predisposição comportamental

Isso inclui os motivos, habilidades e personalidade de uma das partes.

Pressão social

A pressão surge de valores culturais, trabalho organizacional, normas de grupo, interesses e assim por diante.

Estrutura de incentivos

A realidade objetiva dá origem a conflitos, isto é, conflitos de interesses em questões competitivas e problemas comuns.

Regras e procedimentos

Este parâmetro inclui o mecanismo de tomada de decisão, ou seja, regras de decisão, procedimentos de negociação e arbitragem, que restringem e moldam o comportamento das partes em conflito.

Resumindo, os modelos acima sugerem que o conflito pode ser definido como uma dinâmica interpessoal que é moldada pela ambientes internos e externos das partes envolvidas, e essa dinâmica se manifesta em um processo que afeta o desempenho do grupo, seja funcional ou disfuncional.