Modelo SCP e Hipótese RE: Compreendendo a Concorrência Bancária

Modelo SCP e Hipótese RE: Compreendendo a Concorrência Bancária

A concorrência é um aspecto crucial do setor bancário, afetando a forma como os bancos operam e atuam. Para compreender melhor a concorrência no setor bancário, os investigadores desenvolveram dois modelos: o modelo Estrutura-Conduta-Desempenho (SCP) e a hipótese da Eficiência Relativa (RE). Nesta postagem do blog, exploraremos esses modelos, compararemos suas principais características e discutiremos suas implicações para a concorrência no setor bancário.

O Modelo Estrutura-Conduta-Desempenho (SCP)

O modelo SCP examina como as mudanças na estrutura de mercado do setor bancário influenciam o comportamento e o desempenho dos bancos. Sugere que quando menos bancos estão no mercado e têm mais controlo, tendem a cobrar preços mais elevados pelos seus serviços, levando a uma maior rentabilidade. Vamos ver como o modelo SCP se compara à hipótese RE na tabela abaixo:

A hipótese da eficiência relativa (ER)

A hipótese RE enfatiza a importância da eficiência na determinação da rentabilidade dos bancos. Sugere que os bancos com níveis mais elevados de eficiência podem superar os seus concorrentes e obter lucros mais elevados. A hipótese RE não está diretamente preocupada com a estrutura ou conduta do mercado, mas centra-se na relação eficiência-desempenho.

Comparando o modelo SCP e a hipótese RE

A tabela abaixo destaca as principais diferenças entre o modelo SCP e a hipótese RE;

EmitirModelo SCPHipótese RE
FocoExamina o impacto da estrutura do mercadoEnfatiza o papel da eficiência na determinação da lucratividade
Concentração de MercadoMaior concentração de bancosNão abordado diretamente
Comportamento do BancoBancos com poder de mercado estabelecem preços mais elevadosBancos mais eficientes oferecem preços mais baixos ou maior produção
DesempenhoMaior lucratividade devido ao poder de mercadoMaior rentabilidade devido a maior eficiência
FusõesDesanimados se aumentarem a concentração do mercadoEncorajados se aumentarem a eficiência no mercado bancário

O modelo SCP centra-se no impacto da estrutura do mercado no comportamento e desempenho dos bancos, enquanto a hipótese RE sublinha a importância da eficiência na determinação da rentabilidade.

Enquanto o modelo SCP examina a relação entre concentração, conduta e desempenho, a hipótese RE concentra-se na ligação entre eficiência, conduta (preços mais baixos ou produção mais elevada) e desempenho.

Implicações e exemplos da vida real

O modelo SCP sugere que as fusões devem ser desencorajadas quando conduzem ao aumento da concentração do mercado e à redução da concorrência.

Por outro lado, a hipótese RE propõe que as fusões devem ser encorajadas se aumentarem a eficiência do mercado bancário. Exemplos da vida real e estudos empíricos fornecem informações valiosas sobre as implicações destes modelos e a sua relevância no setor bancário.

Conclusão

Compreender a concorrência no setor bancário exige o exame de vários modelos, como o modelo SCP e a hipótese RE.

Enquanto o modelo SCP se concentra no impacto da estrutura, conduta e desempenho do mercado, a hipótese RE enfatiza o papel da eficiência na determinação da rentabilidade dos bancos. Ao comparar estes modelos, obtemos informações valiosas sobre a dinâmica da concorrência e podemos tomar decisões e políticas mais informadas no setor bancário.