10 Importância do Financiamento Empresarial

por que o financiamento empresarial é importante

Finanças é o planejamento para financiar recursos e captar, controlar e dispor dos mesmos de uma organização empresarial com o objetivo de atingir o objetivo final e manter boas relações entre seus recursos e a reivindicação desses recursos.

O financiamento empresarial em uma organização empresarial, especialmente em um empreendimento de grande escala, deve desempenhar várias funções importantes.

Sua importância é significativa porque se não for possível fazer um planejamento financeiro adequado, isso pode significar a sentença de morte para o negócio.

10 Importância do Financiamento Empresarial

Planejamento financeiro

O planos de gestão financeira quanto fundo é necessário para realizar as operações da empresa. Se uma empresa deve começar de novo, é para determinar suas necessidades de caixa.

Também é responsável por fazer o planejamento financeiro de orçamento de capital, expansão de ativos e substituição de máquinas caso estas se tornem obsoletas ou fisicamente deterioradas. O planejamento adequado dos gastos é fundamental para qualquer gestão financeira.

Angariação de Fundo

A gestão financeira levanta os fundos necessários para atender às necessidades das operações comerciais.

Se a empresa estiver com falta de fundos, o gestor financeiro deverá tomar providências para obter fundos de acordo com as necessidades operacionais. Podem ser necessários fundos para um empreendimento inicial, mudança sazonal ou expansão permanente.

Investimento do Fundo

A arrecadação de fundos é inútil se não puderem ser investidos adequadamente. A gestão financeira é responsável por garantir a máxima utilização dos recursos para obter o máximo retorno. Portanto, os fundos da empresa devem ser geridos de forma eficiente para atingir o objetivo.

Alocação de Fundo

A função financeira básica de uma empresa é decidir decisões de investimento e determinar a demanda de capital para essas despesas.

O gestor financeiro preocupa-se com a alocação eficiente de recursos. A alocação de fundos é considerada suficientemente importante para atingir os objetivos de longo prazo da empresa.

Controle financeiro

A gestão financeira consiste em controlar a utilização dos recursos comprometidos com o funcionamento da empresa. Deve controlar o investimento comparando o valor real com o planejado. O investimento em ativos operacionais deve ser cuidadosamente supervisionado para maximizar a sua utilização eficiente.

Então, o controle financeiro é uma questão muito importante função de gestão financeira que mantém um olhar atento sobre o fluxo de fundos.

Proteção do Fundo

A gestão financeira também é supervisionada para proteger o capital fornecido pelos proprietários e credores.

Suponha que receitas acumuladas e despesas imprudentes sejam incorridas devido a um planejamento inadequado. O interesse do proprietário seria prejudicado. Existem também os perigos de roubo e desvio ou apropriação indébita de fundos.

Portanto, o gestor financeiro deve exercer uma administração estreita sobre os ativos da empresa.

Planejamento de Lucro

O custo fixo da empresa permanece constante enquanto os lucros flutuam em um grau mais elevado do que as flutuações nas vendas.

O planejamento de lucros ajuda a antecipar as relações entre volume, custos e lucros e desenvolver planos de ação para enfrentar surpresas inesperadas. É, portanto, um pré-requisito para otimizar as decisões de investimento e financiamento.

Lucros acumulados

Se uma empresa necessitar de fundos, pode contraí-los emprestados de fora ou reter uma parte ou a totalidade dos lucros para financiar as necessidades, se houver lucros adequados.

Muitas empresas reinvestem os lucros nas empresas para evitar o financiamento externo, que é mais dispendioso do que os lucros retidos. Uma empresa pode planear um excedente em anos de prosperidade para cobrir os défices esperados em tempos difíceis.

Distribuição de Lucro

A gestão financeira consiste em determinar a disposição dos recursos representados pelo lucro líquido. Pode decidir distribuir lucros como ajuda ao financiamento ou reter lucros e evitar financiamento externo.

A dívida pendente poderá ser retirada dos fundos representados por lucros não distribuídos ou lucros retidos.

Compreendendo o mercado de capitais

A gestão financeira tem que lidar com o mercado de capitais, onde são negociados os títulos da empresa. O gestor financeiro deve compreender perfeitamente as operações dos mercados de capitais e como os títulos são avaliados.

Ele ou ela também deve saber como o risco é medido nos mercados de capitais e como lidar com isso, uma vez que as decisões de investimento e financiamento envolvem frequentemente riscos consideráveis.

Além do acima, finanças empresariais também têm outra importância.

Na promoção de uma empresa, nos reajustes financeiros das relações entre credores e proprietários, em caso de liquidação de uma empresa, e nos casos de venda ou troca de valor, nos problemas de avaliação e financiamento, a gestão financeira tem um grande peso. de impacto.

O financiamento empresarial é considerado uma parte vital e integrante da gestão geral.