Finanças Empresariais: Definição, Objetivos, Funções das Finanças Empresariais

Finanças Empresariais: Definição, Objetivos, Funções das Finanças Empresariais

As finanças estão relacionadas ao processo, às instituições, aos mercados e aos instrumentos envolvidos na transferência de dinheiro entre indivíduos, empresas e governos. Vamos entender o ônibus

O que é finanças empresariais?

O financiamento empresarial se preocupa em atender a todas as necessidades financeiras de uma empresa. Finanças empresariais é o campo de estudo com o qual se pode compreender a formulação das atividades de planejamento, organização e controle financeiro e sua aplicação nos negócios.

Definição de Finanças Empresariais

  1. O capital envolvido em um projeto, especialmente o capital que deve ser levantado para iniciar um novo negócio. – Dicionário Oxford de Finanças
  2. As atividades de uma empresa relevantes para o planejamento financeiro, coordenação, controle e sua aplicação são chamadas de finanças empresariais, - EW Walker,
  3. O financiamento empresarial pode ser amplamente definido como a atividade relacionada ao planejamento, captação, controle e administração dos fundos utilizados nos negócios. – Guthmann e Dougall
  4. O financiamento empresarial preocupa-se com as fontes de fundos disponíveis para empresas de todos os tamanhos e com o uso adequado do dinheiro ou do crédito dessas fontes. – Brilho e Backer
  5. O financiamento empresarial pode ser definido como a atividade relacionada ao planejamento, organização, controle e administração dos recursos utilizados no negócio. –PL Mehta
  6. A gestão financeira preocupa-se com a aquisição, financiamento e gestão de ativos com alguns objetivos gerais em mente.
  7. De acordo com BO Wheeler, “Financiamento empresarial é aquela atividade que se preocupa com a aquisição e conservação de fundos de capital para atender às necessidades financeiras e, acima de tudo, aos objetivos do empreendimento”.
  8. H. Baker, “O financiamento empresarial preocupa-se com as fontes de fundos disponíveis para empresas de todos os tamanhos e com o uso adequado do dinheiro ou crédito obtido de tais fontes”

Finanças empresariais combinam todas as atividades financeiras, incluindo a captação de recursos, utilização de recursos, ajuste e controle para obter lucro pela empresa.

O financiamento empresarial está relacionado a todas as organizações empresariais que ganham ou levantam dinheiro e gastam ou investem dinheiro.

O gestor financeiro é frequentemente usado para se referir a qualquer pessoa diretamente envolvida em fazer ou
implementação de decisões financeiras.

Finanças Empresariais: Definição, Objetivos, Funções das Finanças Empresariais

7 objetivos do financiamento empresarial

Os principais objetivos das finanças são levantar capital para obter lucro adequado por meio de investimento, conservação e utilização eficiente do capital investível.

Levantamento de Capital

O objetivo principal das finanças é levantar o capital necessário para a organização em questão.

O gestor financeiro tenta levantar o capital economicamente para que o excesso de fundos não fique ocioso ou a escassez de fundos não crie um gargalo na gestão do negócio.

Investimento de Capital

O segundo objetivo é investir o capital levantado de forma adequada e na sequência adequada. Por investimento de fundos, queremos dizer que os gestores financeiros devem decidir onde o dinheiro das empresas pode ser investido.

Geralmente, o dinheiro deve ser investido onde for mais benéfico. Num ambiente corporativo, isso significa ser lucrativo.

Proteção do Capital

É também objetivo das finanças proteger o capital investido no negócio. A incerteza sempre prevalece no mundo dos negócios.

Se o investimento for feito de forma imprudente e imprudente, poderá trazer um desastre para a unidade de negócios. Portanto, para cumprir o objetivo financeiro, o risco de perda e a proteção do capital devem ser devidamente considerados.

Minimização de custos

Um objetivo das finanças é minimizar o custo dos fundos para maximizar a riqueza dos acionistas. Isso envolve examinar todas as fontes alternativas de financiamento.

Uma empresa pode decidir emitir títulos em vez de ações. Os títulos são mais arriscados do que as ações; por outro lado, os títulos custam menos que as ações. Aqui, a empresa aceita o risco de contrair empréstimos em troca de um custo menor de recursos.

Maximização do Lucro

Um dos objetivos importantes das finanças é maximizar o lucro da empresa. O gestor financeiro tomaria medidas que deveriam contribuir significativamente para os lucros globais da empresa.

Para cada alternativa considerada, o gestor financeiro selecionaria aquela que se espera resultar no maior retorno monetário.

Maximização da Riqueza

O outro objetivo mais importante da empresa é maximizar a riqueza dos proprietários para quem ela opera. A riqueza dos proprietários corporativos é medida pelo preço das ações, que por sua vez se baseia no momento dos retornos, na magnitude e no risco.

Manter o valor firme

Um dos objetivos importantes das finanças é manter o valor da empresa. Geralmente acredita-se que o valor da empresa é maximizado quando o custo de capital é minimizado.

A estrutura de capital ótima existe e o valor da empresa é mantido constantemente. Portanto, mantenha o valor da empresa associado à formação de uma estrutura de capital ótima.

Funções de finanças empresariais

Os gestores financeiros são todos aqueles indivíduos cuja responsabilidade na tomada de decisões afeta a saúde financeira da empresa.

Finanças Empresariais: Definição, Objetivos, Funções das Finanças Empresariais

4 funções de tomada de decisão de finanças empresariais

As funções de captação de recursos, investimento em ativos e distribuição dos retornos obtidos dos ativos aos acionistas são discutidas respectivamente a seguir;

Decisão de Investimento

Uma decisão de investimento envolve a decisão de alocação de capital em ativos de longo prazo que proporcionariam benefícios no futuro. Dois aspectos importantes da decisão são;

  • A avaliação da rentabilidade prospectiva de novos investimentos, e
  • A medição do retorno esperado em relação ao retorno prospectivo de novos investimentos poderia ser comparada.

Decisão de financiamento

A decisão de financiamento decide quando, onde e como adquirir fundos para atender às necessidades de investimento das empresas. A questão central a determinar é a proporção entre capital próprio e dívida.

A combinação de dívida e patrimônio líquido é conhecida como estrutura de capital da empresa. O O gestor financeiro deve se esforçar para obter o melhor mix de financiamento ou a estrutura de capital ideal para a empresa.

Decisão de Dividendos

O gestor financeiro deve decidir se a empresa deve distribuir todos os lucros, retê-los, ou distribuir uma parte e reter o saldo.

Tal como a política de dívida, a política de dividendos deve ser determinada em função do seu impacto no valor dos accionistas. A política de dividendos ótima maximiza o valor de mercado das ações da empresa.

Assim, se os accionistas não forem indiferentes à política de dividendos da empresa, o gestor financeiro deve determinar o rácio óptimo de distribuição de dividendos.

Decisão de Liquidez

A gestão de ativos correntes que afeta a liquidez de uma empresa é outra função financeira importante, além da gestão de ativos de longo prazo.

Os activos correntes devem ser geridos de forma eficiente para salvaguardar a empresa contra os perigos da falta de liquidez e da insolvência. O investimento em ativos circulantes afeta a lucratividade, a liquidez e o risco da empresa. Existe um conflito entre rentabilidade e liquidez na gestão de ativos circulantes.

Assim, deve ser alcançado um compromisso adequado entre rentabilidade e liquidez.

12 Funções Executivas de Finanças Empresariais (Funções Rotineiras de Finanças Empresariais)

Para a execução eficaz das funções financeiras, algumas outras funções devem ser executadas rotineiramente:

Planejamento

Planejar as atividades contínuas da empresa e garantir que a empresa responda às mudanças no ambiente financeiro e econômico.

Financiamento

Avaliar, garantir e fornecer financiamento de longo prazo dentro da empresa ou de títulos financeiros.

Investindo

Investimento e gestão de ativos de longo prazo através do processo de orçamento de capital.

Estrutura Capital

Determinação da taxa de retorno exigida através da atenção à estrutura de capital da empresa e às fontes alternativas de recursos.

Dividendo

Distribuição de lucros aos acionistas da empresa por meio de política de dividendos em dinheiro.

Ativo atual

Proteger, gerenciar e investir em ativos circulantes, como dinheiro, contas a receber e estoque.

Financiamento de Curto Prazo

Obtenção de financiamento de curto prazo de credores ou mercados financeiros.

Avaliando o crescimento

Avaliar a viabilidade do crescimento através da fusão e garantir a vitalidade económica da empresa.

Gestão de caixa

Supervisionou recebimentos e pagamentos de caixa e saldos de caixa protegidos.

Salvaguarda

Custódia e salvaguarda de títulos, apólices de seguro e outros papéis valiosos.

Cuidando

Cuidar dos detalhes mecânicos de novos financiamentos externos.

Registro e Documento

Manutenção de registros e reporte de informações financeiras. Uma empresa desempenha funções financeiras simultânea e continuamente no curso normal dos negócios.

Eles não ocorrem necessariamente em uma sequência. As funções financeiras exigem planejamento, controle e execução hábeis das atividades de uma empresa.