Decisões de design e gerenciamento de canais em marketing

Decisões de design e gerenciamento de canais em marketing

Os canais de distribuição são redes de pessoas e empresas que trabalham juntas para atingir seus objetivos. Cada membro tem uma função específica e o canal funciona melhor quando eles trabalham bem juntos. Mas conflitos podem acontecer e é importante gerenciá-los para manter o bom funcionamento do canal.

People can learn to like or dislike Coke – that is, learning works both ways. Thus, marketers need to know how consumers learn, learn to avoid or seek products, and remember them.

Learning Theories: Behaviorist and Cognitive Theories of LearningNo universally workable and acceptable learning theory has yet emerged. There are many

Comportamento e organização do canal

different theories and approaches to the study of learning

Here in this text, we shall be interested in the two most common approaches: Behaviorist and cognitive approaches. estruturas organizacionais Let us examine the approaches at some length:

Behaviorist Approach

Comportamento do canal

Most of us are familiar with the kind of learning that has been termed stimulus-response learning. The stimulus-response theory holds that organisms learn to associate an original stimulus with another adjacent stimulus and then respond to the second conditioned stimulus with the behavior formerly induced by the original stimulus.

According to this theory’s advocates, all human behavior can be reduced to a simple relationship of some stimulus (S) from the environment, creating the desired response (R).

This theory states that learning occurs as a person responds to some stimulus by behaving in a particular way and is rewarded for a correct response or penalized for an incorrect one. When the same correct response is repeated in reaction to the same stimulus, a behavior pattern or learning is established.

This theory assumes that five factors are fundamental to learning. They are drives, cues, responses, reinforcements, and punishments. Though we have discussed most of these factors before, let highlight the essence of them.

A drive is an internal or an external force that requires the person to respond in some way. A cue is a signal from the environment that determines the pattern of response. A response is a behavioral reaction to the drive and cue.

A reinforcement results when the response is rewarding. It can either be positive or negative. Positive one involves experiencing a desirable outcome as a result of engaging in the behavior.

A negative one occurs when a behavior allows a person to avoid an undesirable outcome. Punishment is a penalty inflicted for incorrect behavior.

A connection among the drive, cues, and response will be established if either positive or negative reinforcement rewards the response.

Reinforcement, thus, leads to learning. If a person, for example, is motivated to shop (drive) who has found bargains (positive reinforcement) when going into stores (response) that have sale signs outside (cues) will respond (learn) by going into other stores with sales signs.

Again, a consumer who finds it satisfying to avoid having problems (negative reinforcement) due to poor design or quality by paying higher prices will learn this response pattern.

Contudo, alguns conflitos no canal podem gerar uma concorrência saudável, tornando o canal ativo e inovador. Mas, por vezes, o conflito pode causar danos aos canais.

Para garantir o bom desempenho do canal, a função de cada membro do canal deve ser especificada e os conflitos de canal devem ser gerenciados. A gestão de conflitos é alcançada através de uma forte liderança de canal, cooperação e atribuição de funções.

O desempenho do canal será melhor se incluir uma empresa, agência ou mecanismo que tenha o poder de atribuir funções e gerir conflitos.

Cognitive Approach

Tendo revisado suas alternativas de canais e decidido o melhor desenho de canal, a empresa deve implementar e gerenciar o canal escolhido. Garantias de gerenciamento de canal: selecionar, motivar membros individuais do canal e avaliar seu desempenho ao longo do tempo.

Selecionando Membros do Canal

Atrair intermediários adequados é muito importante para os produtores conceberem e manterem canais de distribuição com sucesso.

Mas a tarefa não é fácil para todos os produtores. Os antigos produtores com marcas de renome têm mais facilidade em atrair intermediários, enquanto os novos produtores com marcas relativamente desconhecidas podem ter dificuldades em atrair intermediários adequados.

Ao selecionar intermediários, a empresa deve ser muito clara sobre as características dos intermediários.

As questões a serem consideradas são a duração dos negócios dos membros do canal, outras linhas realizadas, histórico de crescimento e lucro, cooperação e reputação.

Quando os intermediários são agentes de vendas, a empresa deve avaliar o número e a natureza das outras linhas transportadas e o tamanho e a qualidade da força de vendas.

Quando uma loja de varejo for selecionada como intermediária buscando distribuição exclusiva ou seletiva, a empresa deve avaliar os clientes da loja, a localização e o potencial de crescimento futuro.

Motivando os membros do canal

Uma vez selecionados, os membros do canal devem estar continuamente motivados para ajudar a atingir os objetivos da empresa.

Os produtores esforçam-se por encontrar formas de obter cooperação intermediária. Freqüentemente recorrem a motivadores positivos, como margens mais altas, acordos especiais, prêmios, subsídios de publicidade cooperativa, subsídios de exibição e concursos de vendas.

Outras vezes, oferecem motivadores negativos, como ameaças de redução de margens, de desaceleração da entrega ou de encerramento total do relacionamento. Esta abordagem deve ser desencorajada, pois ignora as necessidades, problemas, pontos fortes e fracos dos seus distribuidores.

Empresas perspicazes tentam construir relacionamentos de longo prazo com seus distribuidores. Requer a criação de um sistema de marketing vertical planejado e gerenciado profissionalmente que atenda às necessidades do fabricante e dos distribuidores.

A General Electric trabalha em estreita colaboração com seus pequenos revendedores independentes para vender com sucesso os produtos da empresa.

Ao administrar seu canal, uma empresa deve convencer os distribuidores de que fará fortuna fazendo parte de um sistema avançado de marketing vertical.

Avaliando os membros do canal

O produtor deve avaliar continuamente o desempenho de cada membro do canal em relação a padrões como cotas de vendas, níveis médios de estoque, prazo de entrega ao cliente, tratamento de mercadorias danificadas e perdidas, cooperação na promoção da empresa e programas de treinamento e atendimento ao cliente.

Os intermediários com excelente desempenho devem ser reconhecidos e recompensados ​​pela empresa. Os intermediários com desempenho insatisfatório devem ser ajudados ou, se não for possível, substituídos.

Uma empresa pode, de tempos em tempos, definir novas qualificações para os seus intermediários e reduzir os mais fracos.

Por exemplo, quando a IBM lançou os seus computadores pessoais PS/2, reavaliou os seus revendedores e permitiu que apenas os melhores comercializassem os novos modelos.

Cada revendedor IBM tinha que apresentar um plano de negócios, enviar um funcionário de vendas e serviços para aulas de treinamento IBM e cumprir novas cotas de vendas.

Apenas cerca de dois terços dos 2.200 revendedores da IBM estavam qualificados para vender os modelos PS/2.4 Finalmente, os fabricantes precisam estar atentos aos membros do seu canal. Tratar os membros do canal com leviandade pode resultar na perda de sua cooperação ou até mesmo provocar problemas jurídicos.

Decisões de design de canal

Projetar um sistema de canais requer a análise das necessidades de serviço do consumidor, o estabelecimento dos objetivos e restrições do canal, a identificação das principais alternativas de canal e sua avaliação.

Analisando as necessidades de atendimento ao consumidor

As decisões sobre o design de um canal começam com o cliente. Os canais de marketing podem ser concebidos como sistemas de entrega de valor ao cliente em que cada membro do canal agrega valor ao cliente.

É bem reconhecido que o sucesso de uma empresa depende não apenas do seu desempenho, mas do tato com que todo o seu canal compete com os canais dos concorrentes. Por exemplo, Seiko é apenas um como em um sistema de entrega de valor ao cliente isso inclui revendedores.

Mesmo que a Seiko fabrique os melhores relógios a nível mundial, perderá para a Rado ou a Tisso se estes concorrentes tiverem redes de concessionários superiores.

Da mesma forma, o melhor revendedor Seiko do mundo não terá sucesso se a Seiko fornecer relógios de qualidade inferior. A empresa pretende projetar um sistema integrado de canais de marketing para entregar valor superior ao cliente.

Engel, Blackwell, and Miniard defined it as the process whereby an organism learns to make a particular response to one stimulus but avoids making the same response to a similar stimulus. valores que os consumidores em vários segmentos-alvo desejam do canal (como localização, meio de comunicação, modo de entrega e sortimento).

Admite-se que quanto mais descentralizado for o canal, mais rápida será a entrega, maior será o sortimento disponibilizado e quanto mais serviços complementares forem fornecidos, maior será o nível de serviço do canal.

Mas fornecer os serviços que os clientes desejam nem sempre é possível ou viável. A empresa e os membros do seu canal podem não ter os recursos e competências necessários, e níveis mais elevados de serviço aumentam os custos e os preços, o que os clientes podem não achar agradáveis.

A empresa deve equilibrar as necessidades de serviços do consumidor com os custos e as preferências de preços do cliente. A experiência diz-nos que os consumidores estão frequentemente interessados ​​em níveis de serviço mais baixos do que em preços mais elevados.

Definindo os objetivos e restrições do canal

Os objetivos do canal devem ser determinados considerando o nível de serviço desejado dos consumidores-alvo. Uma empresa pode identificar vários segmentos que desejam diferentes níveis de serviço de canal e pode então decidir quais segmentos servir com que tipo de canal.

Aqui, a empresa visa minimizar os custos do canal.

Os objetivos do canal da empresa também são influenciados pelas características do produto, características da empresa, intermediários de marketing, canais dos concorrentes e Fatores Ambientais. As características do produto afetam significativamente o design do canal.

Por exemplo, produtos perecíveis necessitam de marketing mais direto para minimizar atrasos e manipulação excessiva.

As características da empresa também influenciam a concepção do canal, uma vez que a dimensão e a situação financeira da empresa determinam quais as funções de marketing que ela pode gerir e atribuir aos intermediários.

Advertisers should use familiar words in their messages to increase the retention of advertising messages by the target audience. Moreover, advertising materials should be prepared using meaningful symbols, words, scenes, and materials. Different studies found a high correlation between meaningful materials and high retention of advertising messages.

Ao projetar canais, uma empresa deve levar em conta os canais dos seus concorrentes. Uma empresa pode pretender competir ou evitar os pontos de venda utilizados pelos seus concorrentes.

Finalmente, factores ambientais, tais como condições económicas e restrições legais, afectam as decisões de concepção do canal.

Por exemplo, durante uma recessão, os profissionais de marketing utilizam canais mais curtos e reduzem os custos dos canais para manter o preço final o mais baixo possível. As decisões de projeto de canal devem ser tomadas dentro das disposições da lei.

Identificando as principais alternativas

Depois de definir os objetivos do canal, uma empresa deve identificar as principais alternativas de canal em termos de tipos de intermediários, vários intermediários e responsabilidades de cada membro do canal.

Tipos de intermediários

Uma empresa precisa localizar os tipos de membros do canal disponíveis para manter e operar seu canal. Por exemplo, suponha que um fabricante de equipamento de teste tenha desenvolvido um dispositivo de áudio que detecta conexões mecânicas deficientes em qualquer máquina com peças móveis.

Os executivos da empresa acham que este produto teria mercado em todos os setores onde motores elétricos, de combustão ou a vapor são fabricados ou usados. Este mercado inclui aviação, automóvel, ferrovia, conservas de alimentos, construção e petróleo.

A força de vendas atual da empresa é pequena e o problema é atingir esses diferentes setores. As seguintes alternativas de canal podem surgir da discussão gerencial.

  • Força de vendas da empresa: Expandir a força de vendas diretas da empresa. Atribua vendedores a territórios e entre em contato com todos os clientes potenciais na área ou desenvolva equipes de vendas empresariais separadas para diferentes setores.
  • Agência do fabricante: Contrate agentes independentes do fabricante, cujas equipes de vendas lidam com produtos relacionados de muitas empresas em diferentes regiões ou setores, para vender o novo equipamento de teste.
  • Distribuidores industriais: Encontre distribuidores em diferentes regiões ou setores que comprarão e comercializarão a nova linha. Dê-lhes distribuição exclusiva, boas margens, treinamento de produtos e suporte promocional.

Às vezes, uma empresa pode não conseguir usar o canal de sua preferência devido ao custo envolvido e outras dificuldades. Em vez disso, desenvolve outro canal. No entanto, esta decisão pode revelar-se sábia posteriormente.

Decisões de gerenciamento de canal

Tendo revisado suas alternativas de canais e decidido o melhor desenho de canal, a empresa deve implementar e gerenciar o canal escolhido.

Garantias de gerenciamento de canal: selecionar, motivar membros individuais do canal e avaliar seu desempenho ao longo do tempo.

Selecionando Membros do Canal

Atrair intermediários adequados é muito importante para os produtores conceberem e manterem canais de distribuição com sucesso.

Mas a tarefa não é fácil para todos os produtores. Os antigos produtores com marcas de renome têm mais facilidade em atrair intermediários, enquanto os novos produtores com marcas relativamente desconhecidas podem ter dificuldades em atrair intermediários adequados.

Ao selecionar intermediários, a empresa deve ser muito clara sobre as características dos intermediários.

As questões a serem consideradas são a duração dos negócios dos membros do canal, outras linhas realizadas, histórico de crescimento e lucro, cooperação e reputação.

Quando os intermediários são agentes de vendas, a empresa deve avaliar o número e a natureza das outras linhas transportadas e o tamanho e a qualidade da força de vendas.

Quando uma loja de varejo é selecionada como intermediária buscando distribuição exclusiva ou seletiva, a empresa deve avaliar os clientes da loja, a localização e o potencial de crescimento futuro.

Motivando os membros do canal

Uma vez selecionados, os membros do canal devem estar continuamente motivados para ajudar a atingir os objetivos da empresa. Os produtores esforçam-se por encontrar formas de obter cooperação intermediária.

Freqüentemente recorrem a motivadores positivos, como margens mais altas, acordos especiais, prêmios, subsídios de publicidade cooperativa, subsídios de exibição e concursos de vendas.

Outras vezes, oferecem motivadores negativos, como ameaças de redução de margens, de desaceleração da entrega ou de encerramento total do relacionamento. Esta abordagem deve ser desencorajada, pois ignora as necessidades, problemas, pontos fortes e fracos dos seus distribuidores.

Empresas perspicazes tentam construir relacionamentos de longo prazo com seus distribuidores. Requer a criação de um sistema de marketing vertical planejado e gerenciado profissionalmente que atenda às necessidades do fabricante e dos distribuidores.

A General Electric trabalha em estreita colaboração com seus pequenos revendedores independentes para vender com sucesso os produtos da empresa. Ao administrar seu canal, uma empresa deve convencer os distribuidores de que fará fortuna fazendo parte de um sistema avançado de marketing vertical.

Avaliando os membros do canal

O produtor deve avaliar continuamente o desempenho de cada membro do canal em relação a padrões como cotas de vendas, níveis médios de estoque, prazo de entrega ao cliente, tratamento de mercadorias danificadas e perdidas, cooperação na promoção da empresa e programas de treinamento e atendimento ao cliente.

Os intermediários com excelente desempenho devem ser reconhecidos e recompensados ​​pela empresa. Os intermediários com desempenho insatisfatório devem ser ajudados ou, se não for possível, substituídos.

Uma empresa pode, de tempos em tempos, definir novas qualificações para os seus intermediários e reduzir os mais fracos.

Por exemplo, quando a IBM lançou os seus computadores pessoais PS/2, reavaliou os seus revendedores e permitiu que apenas os melhores comercializassem os novos modelos.

Cada revendedor IBM tinha que apresentar um plano de negócios, enviar um funcionário de vendas e serviços para aulas de treinamento IBM e cumprir novas cotas de vendas.

Apenas cerca de dois terços dos 2.200 revendedores da IBM estavam qualificados para vender os modelos PS/2.4 Finalmente, os fabricantes precisam estar atentos aos membros do seu canal. Tratar levianamente os membros do canal pode resultar na perda de sua cooperação ou até mesmo provocar problemas jurídicos.

Responsabilidades dos Membros do Canal

O produtor e os intermediários devem chegar a acordo sobre os termos e responsabilidades de cada membro do canal. O acordo deverá ser alcançado sobre políticas de preços, condições de venda, direitos territoriais e serviços específicos a serem executados por cada parte.

Avaliando as principais alternativas

He termed the food item, here, in this case, the pellet of meat, an unconditioned stimulus (UCS), and salivation after the meat is placed, an unconditioned response, or an unconditioned reflex (UCR).

Critérios Econômicos

Cada alternativa de canal gerará vendas e custos diferentes. O primeiro passo é determinar quais vendas seriam produzidas por um canal de propriedade da empresa (força de vendas da empresa) em comparação com um canal de propriedade de intermediários (agência de vendas).

Geralmente, acredita-se que a força de vendas de uma empresa venderá mais porque vende apenas os produtos da empresa, é mais bem treinada, tem objetivos de carreira e entra em contato direto com os clientes.

Por outro lado, o agente de vendas pode vender mais do que a força de vendas da empresa.

Como o agente de vendas pode ter uma força de vendas maior do que a empresa, ele possui muitos contatos existentes e a comissão lucrativa pode induzir sua força de vendas. A agência de vendas também tem a vantagem de representar diversos fabricantes.

A próxima etapa é determinar os custos de venda de diferentes volumes por meio de cada canal. Os custos fixos de utilizar uma agência de vendas são inferiores aos de estabelecer um escritório de vendas da empresa.

Mas os custos aumentam mais rapidamente através de uma agência de vendas porque os agentes de vendas recebem uma comissão maior do que os vendedores da empresa.

Em um nível de vendas, os custos de vendas são iguais para os dois canais (força de vendas da empresa e agência de vendas do fabricante).

A empresa preferiria utilizar o agente de vendas em qualquer volume de vendas abaixo deste nível de vendas e a filial de vendas da empresa em qualquer volume superior a este nível de vendas.

Geralmente, os agentes de vendas são utilizados por empresas menores ou por empresas maiores em territórios menores, onde o volume de vendas é muito baixo para formar uma força de vendas da empresa.

Critérios de Controle

Though some argue that consumer behaviors are not classically conditioned as they are voluntary and not related to any conditioned stimuli, as a result, you may become surprised why the concept of classical conditioning has been discussed here.

Critérios Adaptativos

Cada canal envolve algum compromisso de longo prazo e perda de flexibilidade. Uma agência de vendas é utilizada por um período decidido por meio de um contrato entre uma empresa e a agência de vendas.

Nesse período, a empresa não pode abandonar a agência de vendas mesmo que seu desempenho seja insatisfatório. Compromissos a longo prazo só deverão ser assumidos quando justificados por razões económicas e/ou de controlo.

Projetando Canais de Distribuição Internacional

Projetar canais de marketing internacionais envolve complexidades adicionais. Cada país tem seu sistema de distribuição único.

Assim, os profissionais de marketing globais precisam de adaptar a sua estratégia de canais às estruturas existentes em cada país.

Em alguns mercados, o sistema de distribuição consiste em muitas camadas e um grande número de intermediários, tornando-o complexo e difícil de penetrar. Os sistemas de distribuição nos países em desenvolvimento podem ser dispersos e ineficientes ou mesmo inexistentes.

Um país com uma grande população pode, na realidade, ser um mercado pequeno porque os intermediários e outras instituições para chegar a toda a população podem ser inexistentes.

Assim, a tarefa de conceber sistemas de canais eficientes e eficazes entre e dentro de vários países. Um sistema de canais eficaz entre e dentro dos mercados de vários países é um desafio para um profissional de marketing internacional.

Natureza dos canais de distribuição

Na maioria dos casos, os produtores e os consumidores estão separados pelo espaço e pelo tempo, pelo que devem utilizar intermediários para colocar os seus produtos no mercado. Com esse objetivo em vista, procuram construir e manter um canal de distribuição que melhor atenda às suas necessidades.

Um canal de distribuição é um conjunto de organizações interdependentes envolvidas na disponibilização de um produto ou serviço para uso ou consumo pelo consumidor ou usuário empresarial.

Razões para usar intermediários de marketing

Os produtores envolvem intermediários nas vendas, embora isso signifique abrir mão de algum controle sobre os programas de marketing e os consumidores. Os intermediários são justificados porque se destacam em disponibilizar bens para mercados-alvo.

A realização de uma empresa é aumentada pela utilização da experiência, especialização e escala de operação dos interiores.

Os intermediários de marketing desempenham o importante papel de transformar os produtos fabricados pelos produtores nos sortimentos desejados pelos consumidores.

Os produtores produzem sortimentos restritos de produtos em grandes quantidades, enquanto os consumidores desejam sortimentos amplos em pequenas quantidades. Os intermediários adquirem grandes quantidades de muitos produtores e as dividem em quantidades menores e em sortimento mais amplo pelos consumidores.

Assim, as funções desempenhadas pelos intermediários conduzem a uma melhor correspondência entre a oferta e a procura.

Funções do canal de distribuição

Um canal de distribuição transporta mercadorias dos produtores aos consumidores, superando as grandes lacunas de tempo, local e posse que existem entre essas duas partes. Os membros do canal de marketing desempenham muitas funções importantes.

Algumas dessas funções, como informação, promoção, contato, correspondência e negociação, ajudam a concluir as transações. Os membros do canal reúnem e distribuem pesquisa de marketing e informações de inteligência sobre atores e forças no ambiente de marketing. Eles desenvolvem e divulgam comunicações persuasivas sobre uma oferta.

A localização e a comunicação com potenciais compradores geralmente são feitas pelos membros do canal. Eles também desempenham a tarefa de moldar e adequar a oferta às necessidades do comprador, incluindo atividades como fabricação, classificação, montagem e embalagem.

Os membros do canal também desempenham um papel importante na obtenção de um acordo sobre preços e outras condições de oferta, para que a propriedade ou posse possa ser transferida.

Outras funções ajudam a cumprir as transações concluídas, como distribuição física (transporte e armazenamento de mercadorias), financiamento (adquirir e usar fundos para cobrir o custo do trabalho do canal) e assunção de riscos (assumir os riscos de realizar o trabalho do canal). ).

As funções declaradas na discussão anterior são transferidas para os membros do canal por determinadas razões. Se o fabricante desempenhar estas funções, é bastante provável que os seus custos subam e os seus preços tenham de ser mais elevados.

Pelo contrário, quando algumas destas funções são transferidas para intermediários, os custos e preços do fabricante podem ser mais baixos, caso em que os intermediários devem cobrar mais para cobrir os custos do seu trabalho.

Ao gerenciar o trabalho do canal, as diversas funções devem ser atribuídas aos membros do canal que mais podem desempenhá-las. de forma eficiente e eficaz para garantir sortimentos de produtos para consumidores-alvo.

Número de níveis de canal

Um canal de distribuição pode ser descrito pelo seu número de níveis de canal. Cada camada de intermediários de marketing que desempenha alguma função para aproximar o produto e seu título do comprador final é um nível de canal.

Tanto o produtor quanto o consumidor fazem parte de todos os canais. O número de níveis intermediários indica o comprimento de um canal.

O gráfico abaixo mostra vários canais de distribuição ao consumidor de diferentes comprimentos.

Decisões de design e gerenciamento de canais em marketing

O Canal 1 é um canal de marketing direto sem nível intermediário. As empresas que vendem diretamente aos consumidores utilizam esse tipo de canal.

A venda por meio de canais diretos inclui a venda porta a porta, por meio de vendas em domicílio e no escritório, pedidos pelo correio por telefone e por meio das lojas do fabricante. Os demais canais estão no gráfico acima.

A são canais de marketing indireto.

Consumer Habit Formation and Building Brand Loyalty using Learning

The habit of repeatedly purchasing the same brand of a product develops through learning. As learning contributes to brand loyalty among consumers, marketers take a keen interest in it.

Because marketers obviously hope to establish brand loyalty, they band every effort toward associating their products with powerful consumer needs by developing motivating cues and ensuring positive reinforcement.

às vezes encontrado, mas muito raramente. Para um produtor, um maior número de níveis significa menos controle e maior complexidade do canal.

Mostra alguns canais de distribuição de negócios familiares. O profissional de marketing empresarial pode empregar sua força de vendas para vender diretamente aos clientes. Também pode vender para distribuidores industriais que, novamente, vendem para clientes empresariais.

Ela pode vender por meio de agentes do fabricante ou de suas próprias filiais de vendas para clientes empresariais ou utilizar esses agentes e filiais para vender por meio de distribuidores industriais. Assim, os mercados empresariais geralmente consistem em canais de distribuição multiníveis.

Vários tipos de fluxos ligam instituições no canal de marketing. Estes são o fluxo físico de produtos, o fluxo de propriedade, o fluxo de pagamento, o fluxo de informações e o fluxo de promoção. Estes fluxos podem muitas vezes introduzir complexidade nos canais de distribuição.

Canais no Setor de Serviços

Tal como os produtores de bens físicos, os produtores de serviços também utilizam canais de distribuição para disponibilizar a sua produção às populações-alvo. No sector privado, hotéis, bancos e outros prestadores de serviços tentam instalar os seus pontos de venda em locais convenientes para os clientes-alvo.

As organizações e agências de serviços desenvolvem sistemas educativos e de saúde no sector público para alcançar populações generalizadas.

Os hospitais devem estar localizados geograficamente para atender um número máximo de pacientes com atendimento médico abrangente. Da mesma forma, as escolas devem estar localizadas perto das crianças que receberão educação.

O Procedimento de Exportação de Mercadorias

A seguir estão as etapas importantes no procedimento de exportação:

Recebimento de recuo

É o primeiro passo que o exportador recebe a ordem de exportação ou travessão. Várias informações são fornecidas no travessão.

Aceitação do recuo

Ao receber o travessão, o exportador estuda suas condições. Se estas condições forem aceitáveis, ele informa o importador.

Licença de exportação

Após a aceitação do travessão, o exportador obtém autorização do controlador de importação e exportação. É chamada de licença de exportação.

Recebimento de Consulta

O exportador pode receber uma consulta de compradores estrangeiros sobre o preço e outros termos e condições. O exportador também deve enviar cotações com detalhes completos sobre preço, seguro e embalagem.

Embalagem e encaminhamento

A mercadoria deverá ser cuidadosamente embalada e fornecida de acordo com a orientação do importador.

Preparação de Fatura

O exportador elabora a fatura de acordo com o preço acordado com os compradores após cumprir todas as formalidades.

Formalidades aduaneiras

O próximo passo é o exportador preencher o conhecimento de embarque e apresentá-lo ao Gestor de Tráfego do porto.

Recibo do companheiro

Um exportador obtém um recibo de doca após entregar as mercadorias no cais. A mercadoria também pode ser entregue ao imediato do navio. Se o cônjuge estiver satisfeito, ele emite um Recibo de Companheiro limpo.

Conhecimento de embarque

Conclusion number #2

Garantia de pagamento

O exportador geralmente recebe o pagamento pelos seguintes métodos:

  1. Desenhar uma letra de câmbio.
  2. Por meio de carta de crédito.

Verificar e liberar

Se o importador estiver satisfeito com a qualidade e quantidade da mercadoria importada, ele informa o exportador e o procedimento é encerrado.

O procedimento de importação de mercadorias ou como as mercadorias são importadas

A seguir estão as etapas importantes no procedimento de importação:

Licença de importação

Sempre que uma empresa pretende importar mercadorias, necessita de autorização do Governo, o que se chama licença de importação. Sem licença de importação, ninguém pode importar mercadorias.

Envia recuo ou ordem

O comerciante envia um pedido ou travessão ao exportador, no qual estão escritas todas as informações importantes sobre a mercadoria que deseja.

Carta de Crédito de Abertura

Quando o exportador aceita o travessão, então o importador abrirá carta de crédito em seu banco em favor do exportador.

Fixação de taxa de câmbio

O importador deverá efetuar o pagamento em moeda estrangeira. Então o a taxa de câmbio também é determinada através de corretores.

Conselho de Envio

Após o despacho da mercadoria, o exportador informa o importador por meio de carta. Todas as informações sobre o envio são fornecidas na carta.

Pagamento de conta

Após a saída da mercadoria, o exportador aconselha apresentar a letra de câmbio juntamente com os documentos relativos ao embarque ao importador. O importador efetua o pagamento e recebe os documentos.

Entrega de mercadorias

As mercadorias importadas devem ser desembaraçadas na alfândega. Se forem isentos de impostos, não há problema para o importador. Após a análise da mercadoria importada e pagamento dos impostos, o importador levará os artigos para sua própria loja. Geralmente, as mercadorias importadas são desembaraçadas pelo despachante do importador no porto.

Verificar e liberar

O importador verifica as mercadorias importadas de acordo com o travessão. Se forem verificados e considerados corretos, ele informa o exportador e encerra esse procedimento de importação da mercadoria.