Débito e Crédito em Contabilidade: Regras de Ouro e Método de Equação

Débito e Crédito em Contabilidade: Regras de Ouro e Método de Equação

Cada transação afeta a equação contábil de uma empresa. A mudança dupla pode ocorrer entre dois ativos.

As contas devem ser creditadas e debitadas adequadamente para seguir o Sistema de Dupla Entrada. Uma conta é um elemento de um sistema contábil usado para classificar e resumir as medidas da atividade empresarial.

A partir da discussão acima, pode-se dizer que o registro de transações de natureza semelhante relacionadas a receitas, despesas, ativos e passivos no final de um período contábil de um determinado negócio sob títulos apropriados, conforme princípios e regras de contabilidade na demonstração condensada e classificada é conta chamada.

Para determinar transações de débito e crédito, dois métodos estão em prática.

Débito e Crédito no Sistema de Dupla Entrada Contábil

Os métodos de determinação de débito e crédito na contabilidade são;

  1. Regras de ouro.
  2. Método da Equação ou Método do Modem.

Eles estão descritos abaixo;

regras de ouro

Débito e Crédito em Contabilidade: Regras de Ouro e Método de Equação

Para identificar duas contas de uma transação, é preciso saber em qual classificação elas se enquadram. Depois disso, o débito e o crédito de cada conta serão determinados de acordo com as seguintes regras;

  1. Conta pessoal: A pessoa ou instituição que receber o benefício será debitada e a pessoa ou instituição que conceder a vantagem será creditada. O beneficiário do benefício – Débito
    Doador do benefício – Crédito
  2. Conta de ativos: O ativo que chega à organização por meio de uma transação deve ser debitado, e o ativo que sai do mercado por meio de uma transação deve ser creditado. Receitas de ativos em – Débito
    Ativo sai – Crédito
  3. Conta nominal ou de receitas e despesas: As contas relativas a despesas e perdas serão debitadas e as contas relativas a receitas serão creditadas. Despesas e perdas – Débito
    Ganhos e rendimentos – Crédito

MÉTODO DE EQUAÇÃO

De acordo com a opinião do contador moderno com base na equação contábil, débito e crédito para cada transação é determinada.

Com base no aumento ou diminuição dos elementos da equação contábil, são determinadas contas de débito e crédito. Detalhes da equação contábil foram discutidos no capítulo seguinte.

A equação contábil é Ativo = Passivo + Patrimônio Líquido.

  • Ativos = Patrimônio Líquido
  • Ou, Ativos = Passivo + Patrimônio Líquido
  • Ou, Ativos = Passivos + (Capital + Receitas – Despesas)

Os elementos da equação contábil são A (Ativos), L (Passivos), C (Capital), I (Receitas) e E (Despesas).

Para cada transação, um ou mais elementos da equação contábil são alterados, ou seja, alguém aumenta ou alguém diminui.

De acordo com esta alteração ou aumento – é determinada uma diminuição dos elementos débito e crédito. Neste método as regras de determinação de débito e crédito são as seguintes;

  • Ativos (A) = aumento é débito – diminuição é crédito
  • Despesas (E) = aumento é débito – diminuição é crédito
  • Passivo (L) = aumento é crédito – diminuição é débito
  • Capital (C) = aumento é crédito – diminuição é débito
  • Renda (I) = aumento é crédito – diminuição é débito

Deve-se ter em mente que o capital aumenta ou diminui devido a um aumento ou diminuição nas receitas e despesas, ou seja, um aumento na renda aumenta o capital e um aumento nas despesas diminui o capital.

As regras para determinar o débito e o crédito na equação contábil podem ser mostradas da seguinte maneira.

Confira nosso artigo sobre Equação contábil que explica em detalhes como as transações afetam a equação contábil.