Custeio do Contrato: Definição, Características, Tipos, Formato

formato de conta de contrato

O Custeio de Contrato é um tipo especial de custeio de trabalho em que a unidade de custo é um único contrato. O contrato é um centro de custo executado de acordo com as especificações do cliente.

O que é custeio de contrato?

O custeio do contrato é uma variante do sistema de custeio do trabalho aplicável, especialmente no caso da organização que realiza obras de construção. Também é conhecido como custeio terminal. Cada contrato, de curto ou longo prazo, é tratado como um trabalho.

Do senso comum entende-se que o trabalho de construção envolve investimento massivo e emprego de mão-de-obra. Portanto, nenhuma organização pode realizar um grande número de contratos ao mesmo tempo.

Características do Custeio do Contrato

Uma unidade de custo é um contrato específico. Cada contrato leva muito tempo para ser concluído.

Características do Custeio do Contrato

Sendo a obra de natureza construtiva, a mesma é executada no local do cliente, conforme as suas especificações.

Materiais

A maior parte dos materiais é adquirida e entregue diretamente no local da contratação ou obtida nos almoxarifados centrais por meio de guias de requisição.

Remunerações

Os salários que não podem ser cobrados diretamente em nenhum contrato são tratados como salários indiretos que exigem rateio.

Cobranças Diretas

A maior parte dos custos que normalmente são tratados como indiretos podem ser identificados especificamente num determinado contrato e são-lhe imputados como custos diretos.

Conta de subcontratados

Muitas vezes, terceiros realizam partes de grandes contratos sob subcontratos. A subcontratação é uma prática normalmente seguida na região de economia, natureza especializada do trabalho, falta de capacidade, etc.

Certificado de conclusão

Os contratos não pagam o valor total da obra certificada como concluída, mas retêm uma determinada percentagem nos termos do acordo.

Tipos de contratos no custeio de contratos

Tipos de contratos no custeio de contratos

Geralmente, existem dois tipos de contrato:

Contrato de custo adicional

Contrato Cost Plus é um contrato em que o valor do contrato é apurado adicionando uma margem fixa de lucro ao custo total do contrato.

Neste caso, o fabricante tem a garantia antecipada de uma determinada percentagem de lucro e está protegido contra quaisquer flutuações nos preços de mercado dos vários elementos de custo envolvidos na produção.

Do ponto de vista do fabricante, elimina-se a possibilidade de incorrer em qualquer perda.

Contrato de Preço Fixo

No contrato de preço fixo, o contratante e o contratado, ambas as partes concordam com um preço de contrato fixo.

Neste caso, o fabricante não tem a garantia antecipada de uma determinada percentagem de lucro e não está protegido contra quaisquer flutuações nos preços de mercado dos vários elementos de custo envolvidos na produção.

Diferença entre Custeio de Trabalho e Custeio de Contrato

A diferença entre custeio do trabalho e custeio do contrato é:

Tamanho

O custo do trabalho refere-se a trabalhos muito pequenos, enquanto o custo do contrato se refere a trabalhos grandes, como construir uma ponte.

Registro de despesas

Todos os tipos de despesas não são cobrados na conta do trabalho. Todos os tipos de despesas, diretas ou indiretas, são debitadas na conta do contrato.

Determinação do lucro

Sob Cálculo de custos da ordem de serviço o lucro é determinado após todos os custos relacionados ao trabalho serem incorridos.

Porém, sob o custeio contratual, como é operado por vários anos, a cada final de ano é determinado um lucro estimado, que é conhecido como lucro nocional.

Complexidade na contabilidade

No custeio de pedidos de trabalho, a complexidade na contabilidade é menor. Mas no custeio do contrato, a complexidade na contabilidade é alta.

Ambiente de trabalho

Sob ordem de serviço, o trabalho de custeio é realizado na fábrica da empresa. Mas o trabalho de custeio sob contrato é feito no canteiro de obras.

Folha de pagamento

A folha de pagamento é preparada no local ou em um escritório administrativo central.

Ao controle

A escala das operações e o controle de custos tornam-se difíceis devido ao roubo de materiais, utilização do tempo de trabalho, furtos, etc.

Por que é apurado o lucro do contrato incompleto?

O lucro relativo a cada contrato durante cada exercício financeiro pode ser apurado.

Embora não haja controvérsia quanto ao tratamento do prejuízo no contrato incompleto, há controvérsia quanto ao tratamento do lucro no contrato incompleto.

A perda com contrato incompleto em qualquer ano deve, no entanto, ser transferida para a Conta de Lucros e Perdas do ano.

Assim, na abordagem conservadora, os trabalhos em curso são avaliados apenas pelo custo.

Nenhuma parcela do lucro, se houver, está incluída no valor dos trabalhos em andamento. Os argumentos a favor desta abordagem são:

  1. Até que um contrato seja concluído, ninguém pode dizer que, em última análise, haverá lucro. Portanto, lucrar em qualquer ano antes da conclusão nada mais é do que lucro antecipado.
  2. Se o lucro for considerado, o imposto de renda deverá ser devido sobre esse lucro muito antes do ano de conclusão.
  3. Um contrato pode apresentar lucro durante anos anteriores de execução, mas, em última análise, pode revelar-se perda. Os dividendos pagos nesta base de lucro em anos anteriores serão, em última análise, injustificados.

Como o lucro do contrato incompleto é determinado

O tratamento do lucro em contratos incompletos é dado abaixo:

  1. O lucro deverá ser considerado apenas em relação ao trabalho certificado; o trabalho não certificado deve sempre ser avaliado pelo custo.
  2. Se o trabalho tiver sido iniciado recentemente e um quarto ou menos tiver sido concluído, nenhum lucro deverá ser transferido para a conta de lucros e perdas.
  3. Se o contrato tiver avançado e se o arquitecto do contratante certificar que a obra foi concluída em mais de 25%, nesse caso, um terço do lucro nocional deverá ser reconhecido como lucro.
    LUCRO = 1/3 *dinheiro recebido/trabalho certificado.
    LUCRO NOCIONAL = Valor do trabalho certificado - (custo do trabalho até a data - valor não certificado)
  4. Se o contrato for realizado em mais de 50%, mas menos de 90% nessa situação, dois terços do lucro nocional devem ser reconhecidos como lucro.
    Lucro = Lucro nocional *2/3*dinheiro recebido/trabalho certificado.
  5. Se o contrato for celebrado em 90% ou mais nessa situação, o lucro total poderá ser reconhecido.

Formato da conta do contrato

Adicionamos formatos de conta do contrato, conta do contratado, balanço patrimoniale avaliação do estoque final.

Conta de contrato
DetalhesQuantiaDetalhesQuantia
Para materiais Por materiais 
(i) Compras Diretas (i) Devolvido aos Fornecedores 
(ii) Emitido em Lojas (ii) Devolvido às Lojas 
(iii) Transferido de outros Contratos (iii) Transferido para outros Contratos 
  (iv) Vendido 
Para salários (v) Em mãos 
    
Plantar Por planta 
(i) Custo da Planta Especial (i) Devolvido às Lojas 
(ii) Depreciação da Planta Geral (ii) Transferido para outros Contratos 
Para despesas diretas (iii) Vendido 
Para Custo de Subcontratos (iv) Em mãos 
    
Para custo de trabalho extra Por conta de lucros e perdas 
Para despesas indiretas (i) Materiais perdidos, roubados ou destruídos 
Para despesas acumuladas (ii) Planta perdida, roubada ou destruída 
    
  Pelo A/c do Contratado 
  (Preço do contrato no caso de um contrato concluído) 
  OU 
  Por Ar condicionado em andamento 
  (i) Valor do Trabalho Certificado 
  (ii) Custo do Trabalho Não Certificado 
  (Em caso de contrato incompleto) 

Imagem dos formatos de conta do contrato: -

formato de conta de contrato

Conta do Contratado para Custeio do Contrato

Detalhes$Detalhes$
Conta do contrato (valor da obra certificada)xxxxxBanco A/C (dinheiro recebido) Saldo c/dxxxxx
   xxxxx
 xxxxx xxxxx

Balanço Patrimonial para Custeio do Contrato

Passivos$$Ativos$$
Perda de lucro:  Ativo fixo:  
Lucro no contratoxxxxx Plantarxxxxx 
(-) Menos: perda por incêndioxxxxxxxxxx(-) Menos depreciaçãoxxxxxxxxxx
Passivos pendentes:  Outros ativos fixos  
Salários acumulados xxxxx  (-) Menos depreciação  
Despesa direta acumuladaxxxxx   xxxxx
Outras despesas acumuladasxxxxx Ativos correntes:  
  xxxxxMateriais no localxxxxx 
   Trabalho em progressoxxxxx 
   Dinheiro na mãoxxxxx 
     xxxxx
  xxxxx  xxxxx

Avaliação do estoque final

Se o lucro realizado e não realizado puder ser determinado; então:-

Explicação$
Custo do trabalho certificadoxxxx
(+) Custo da obra certificadaxxxx
=xxxx
(-) dinheiro recebidoxxxx
=xxxx
(-) provisão para lucros não realizadosxxxx
progresso 
Trabalho em andamento =xxxx

Se o lucro nacional puder ser determinado, mas o lucro realizado não puder ser determinado: -

Explicação$
Custo do trabalho certificadoxxxxx
(+) Custo da obra certificadaxxxxx
= .xxxxx
(-) dinheiro recebidoxxxxx
=xxxxx
(-) Lucro nacionalxxxxx
Trabalho em andamento =xxxxx

Se o lucro nacional não puder ser determinado: -

Explicação$
Custo do contratoxxxxx
(-) dinheiro recebidoxxxxx
Woi;k em andamento =xxxxx